Forças da Personalidade

O que são forças da Personalidade?

As forças da personalidade são qualidades humanas que foram pesquisadas e estudadas dentro da psicologia positiva, e quando habilmente aplicadas, tem um impacto positivo significativo na vida do indivíduo. Pesquisas mostram que o uso das forças da personalidade pode ajudar a pessoa a: (a) gerenciar e superar problemas; (b) Melhorar os relacionamentos; (c) Melhorar a saúde e o bem-estar em geral.

As forças e virtudes da personalidade são capacidades pessoais pré-existentes que quando fazemos uso, nos sentimos vitalizados, temos maior fluidez e melhor performance no que fazemos. Ao utilizar nossas forças pessoais somos intrinsecamente recompensados.

Cada pessoa tem uma composição própria das virtudes e forças da personalidade, dando a cada indivíduo um perfil pessoal de forças de caráter. Até o momento foram identificadas 24 forças da personalidade.

Como identificar uma força da personalidade?

A pessoa vai sentir uma ou mais das seguintes alternativas quando estiver utilizando sua qualidade ou força pessoal:

  • Senso de Autenticidade (Isto é meu eu Real);
  • Sentimento de satisfação, excitação e prazer em usar a qualidade/habilidade;
  • Sentimento de que é inevitável usar tal qualidade;
  • Sentimento de ser internamente recompensado;
  • Sentir-se revigorado ao invés de exausto;
  • Facilidade de aprendizado e eficiência enquanto usa a qualidade/habilidade.

A essa altura você pode estar se perguntando: quais são essas forças pessoais presentes em mim? Existem testes que ajudam a identificar minhas principais forças de personalidade? A resposta é sim. Nesse artigo vamos descrever de modo sucinto as 24 forças que foram identificadas, classificadas e estudadas até o momento. Se você se identificar com tal força, possivelmente ela pode estar presente nas suas forças de maior uso e familiaridade.

Segue abaixo as vinte e quatro forças da personalidade:

Forças de Sabedoria e Conhecimento

Qualidades cognitivas que envolvem a aquisição e o uso do conhecimento.

  1. Curiosidade/ Interesse pelo mundo (interesse e busca do novo, aberto à novas experiências). A curiosidade sobre o mundo acarreta receptividade às experiências e flexibilidade em relação a questões que não se enquadram em conceitos preestabelecidos. Pessoas curiosas não se contentam em simplesmente tolerar a incerteza; gostam dela e sentem-se estimuladas por ela. A curiosidade se coloca ativamente em busca da novidade, e a absorção passiva de informações (por exemplo, as pessoas largadas no sofá clicando seu controle remoto) não representa esta força.
  2. Gosto pela aprendizagem. Você adora aprender coisas novas, seja em uma sala de aula ou como autodidata. Há campos do conhecimento em que você é o especialista? Seu conhecimento é valorizado por aqueles que fazem parte do seu círculo social ou por um círculo mais amplo? Você gosta de aprender sobre esses campos mesmo quando não há incentivos externos para isso?
  3. Discernimento/ Pensamento crítico/ Imparcialidade. Analisar as coisas e examiná-las por todos os ângulos são aspectos importantes da sua pessoa. Você não tira conclusões precipitadas e só toma decisões baseado em evidências sólidas. Você é capaz de mudar de ideia. O discernimento é o exercício de analisar as informações objetiva e racionalmente, em prol do seu próprio bem e dos outros. Nesse sentido, o discernimento é sinônimo de pensamento crítico; está orientado para a realidade e é o oposto dos erros lógicos. O oposto desta força é pensar de maneira a favorecer e confirmar aquilo em que já se acredita.
  4. Criatividade/ Originalidade. Quando diante de algo que deseja, você tem uma capacidade notável de encontrar um comportamento diferente, porém adequado, para atingir aquele objetivo. Você raramente se contenta em fazer as coisas da maneira convencional.
  5. Perspectiva (Sabedoria). Outras pessoas recorrem à sua experiência para que você as ajude a resolver problemas e colocá-los em perspectiva. Você tem uma maneira de enxergar o mundo que faz sentido para os outros e para si mesmo. As pessoas sábias são especialistas no que há de mais importante e complicado na vida.

Forças de Coragem

Força emocional que envolve a determinação de encarar propósitos e objetivos, não obstante a obstáculos e oposições internas e externas.

  1. Bravura e valentia. Você não recua diante de ameaças, desafios, dores ou dificuldades. Age com convicção mesmo que seja incomum ou impopular.
  2. Perseverança. A pessoa perseverante termina o que começa. Assume projetos difíceis e os leva até o fim, sempre com bom humor e o mínimo de reclamação. Faz o que diz que vai fazer e às vezes até mais; mas nunca menos.
  3. Integridade/ Autenticidade/ Honestidade. O indivíduo honesto não apenas diz a verdade, mas vive de maneira genuína e autêntica, é uma pessoa verdadeira (sem fingimento). A integridade e autenticidade é mais que falar a verdade. É apresentar-se – suas intenções e seus compromissos – aos outros e a si mesmo de uma forma sincera, seja por meio de palavras ou ações.

Forças Humanitárias

Estas forças aparecem na interação social positiva com amigos, conhecidos, familiares e até estranhos.

  1. Bondade e generosidade. Você é bom e generoso, e nunca está ocupado demais para prestar um favor. Você gosta de praticar boas ações aos outros, ainda que não os conheça bem. Com que frequência você leva os interesses de outro ser humano tão a sério quanto leva os seus? Esse relacionamento está voltado para os melhores interesses do outro, às vezes superando os próprios desejos e necessidades imediatas. Você assume a responsabilidade por alguém – parentes, amigos, colegas de trabalho ou até mesmo estranhos?
  2. Amor e capacidade de ser amado. Você valoriza os relacionamentos próximos e íntimos. As pessoas por quem você nutre sentimentos profundos e duradouros retribuem esses sentimentos? Caso isso aconteça, é sinal de que esta força está em evidência em você.
  3. Inteligência social/ Inteligência pessoal. Inteligência social e pessoal é o conhecimento que se tem de si e dos outros. Você tem consciência das motivações e dos sentimentos alheios, e responde bem a eles. Inteligência social é a capacidade de perceber as diferenças entre as pessoas, especialmente seu estado de espírito, temperamento, suas motivações e intenções, e então agir a partir dessas distinções. Esta força surge em ações de habilidade social. A inteligência pessoal consiste em uma sintonia precisa com os próprios sentimentos e a capacidade de usá-la para compreender e orientar seu comportamento. Um aspecto da inteligência pessoal é colocar-se em situações que maximizem os próprios interesses e habilidades. Você escolhe seu trabalho, suas relações íntimas e seu lazer de modo a colocar em prática suas maiores capacidades (todos os dias, se possível)? Você é pago para fazer aquilo em que é melhor? Seu trabalho permite que você dê o melhor de si todos os dias?

Forças de Justiça

Estas forças se mostram em atividades cívicas. Vão além dos relacionamentos individuais, alcançando a relação com grupos maiores – família, comunidade, país, mundo.

  1. Cidadania (Responsabilidade social, a lealdade, o trabalho de equipe). Você se destaca como membro de um grupo. É um membro leal e destacado numa equipe, sempre faz a sua parte e se esforça pelo sucesso do grupo. Este conjunto de forças reflete quão bem você trabalha em grupo. Você participa do trabalho? Valoriza as metas e os propósitos do grupo, mesmo quando são diferentes dos seus?
  2. Imparcialidade/equidade. Tratar todas as pessoas com igualdade e justiça, não deixando sentimentos pessoais criarem um viés nas decisões sobre os outros. Suas ações no dia a dia são guiadas por princípios elevados de moralidade? Você consegue deixar de lado seus preconceitos pessoais?
  3. Liderança. Você se sai bem organizando atividades e cuidando apara que as coisas aconteçam. O líder que age com humanidade é, em primeiro lugar, eficiente, garantindo que o trabalho seja feito e que os participantes mantenham boas relações.

Forças de Temperança

Sendo uma virtude essencial, a temperança refere-se a uma expressão apropriada e sóbria de apetites e desejos. A pessoa não reprime suas vontades, mas espera pela oportunidade de satisfazê-las, de modo a não prejudicar a si nem aos outros.

  1. Autocontrole. Você tem facilidade para controlar seus desejos, suas necessidades e seus impulsos quando apropriado. Não basta saber o que é correto: é preciso ser capaz de colocar esse conhecimento em prática. Diante de um acontecimento negativo, você consegue conter as emoções? É capaz de corrigir e neutralizar sentimentos negativos? Consegue manter o ânimo, mesmo em situações difíceis?
  2. Prudência/ Cuidado. Você é uma pessoa cuidadosa. Não diz coisas de que possa se arrepender mais tarde. Ter prudência é esperar por todas as informações necessárias antes de agir. Indivíduos prudentes são cautelosos e ponderados. Resistem bem ao impulso de perseguir uma meta no curto prazo, preferindo o sucesso no longo prazo.
  3. Humildade e modéstia. Você não procura estar em evidência, deixando que suas realizações falem por si. Você não se considera especial, e os outros reconhecem e valorizam sua modéstia. Não acredita e nem age como se fosse melhor que os outros.

Forças de Transcendência

Forças emocionais que saem da pessoa, estabelecendo conexão com algo maior e mais duradouro: outras pessoas, o futuro, a evolução, o divino ou o universo.

  1. Apreciação da beleza e da excelência. Você para e sente o perfume das rosas. Aprecia a beleza, a excelência e a habilidade em todos os setores: na natureza e na arte, na matemática e na ciência, e em todos os momentos da vida diária. A apreciação da beleza na arte, na natureza ou apenas na vida é um ingrediente da boa vida. Quando intensa, vem acompanhada de espanto e admiração. O virtuosismo no esporte, os atos de virtude ou de beleza moral despertam em você uma emoção semelhante de elevação.
  2. Gratidão. Você tem consciência das coisas boas que lhe acontecem e nunca as considera comuns. Você sempre encontra uma oportunidade de expressar seu agradecimento. Gratidão é a apreciação da excelência do caráter moral de alguém. Enquanto emoção, a gratidão é admiração, agradecimento e apreciação pela própria vida. Somos gratos porque quando alguém nos faz o bem, mas também podemos sentir uma gratidão generalizada por boas ações e boas pessoas. (“A vida é maravilhosa porque você existe).
  3. Esperança/ Otimismo/ Responsabilidade com o futuro. Você espera o melhor do futuro; planeja e trabalha para que seja assim. Esperança, otimismo e responsabilidade com o futuro são uma família de forças que representam uma postura positiva em relação ao que está por vir. Esperar por bons eventos, sentindo que ocorrerão como resultado de um esforço, e fazer planos para o futuro garantem o bom ânimo aqui e agora, e estimulam uma vida direcionada para objetivos.
  4. Espiritualidade/ Senso de propósito/ Fé/ Religiosidade. Você tem crenças sólidas e coerentes acerca do propósito maior e do sentido do universo. Você sabe onde se encaixa no esquema maior das coisas. Para você, as crenças dão forma às ações e são fonte de conforto. Você tem uma filosofia de vida articulada, religiosa ou não, que o situe no universo? Para você, o significado da vida está na ligação com algo maior que você mesmo?
  5. Perdão. Você perdoa os que lhe fizeram mal. Sempre dá uma segunda chance. Seu princípio orientador é a misericórdia, não a vingança. O perdão representa uma série de mudanças benéficas que ocorrem dentro de um indivíduo que foi ofendido ou magoado. Com o perdão, as tendências ou motivações básicas em relação ao transgressor tornam-se mais positivas (benevolentes, afáveis ou generosas) e menos negativas (vingativas ou separadoras). É útil distinguir entre clemência, que é uma prontidão ou predisposição para perdoar, e o perdão, que pode ser considerado um conjunto de mudanças em relação a um transgressor e uma transgressão específicos.
  6. Bom humor. Você gosta de rir e de fazer os outros rirem. Consegue facilmente ver o lado alegre da vida. Você tem bom humor? É engraçado?
  7. Animação/ Paixão/ Entusiasmo. Você é uma pessoa espirituosa. Você se atira de corpo e alma nas atividades que assume? Acorda de manhã animado com o dia à sua frente? A paixão que você dedica às suas atividades é contagiosa? Você se sente inspirado?

Se você deseja usar suas qualidades que lhe são mais naturais para melhorar sua vida e começar a prosperar, AGENDE AGORA UMA CONSULTA DE AVALIAÇÃO!

Fonte: Martin, Seligman; Florescer

Alexandre Alves – Psicólogo Clínico
CRP 05/39637